Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

19 de abril de 2024

Última Peregrinação: Corpo de Dom Geraldo Lyrio Rocha chega à Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Mariana

31/07/2023 . Igreja

Na última sexta-feira, 28 de julho, às 21h56, o cortejo com o corpo do Arcebispo Emérito, Dom Geraldo Lyrio Rocha, chegou à Igreja Nossa Senhora do Carmo, em Mariana, em uma comovente jornada marcada pela oração e gratidão. Antes da chegada do féretro, o silêncio ecoava no local, onde os fiéis se reuniam aos poucos para preencher os bancos da igreja e honrar tudo o que Dom Geraldo significou para a Arquidiocese de Mariana.

Cristãos de diferentes cidades de Minas Gerais, Espírito Santo e Pará, leigos, religiosos e autoridades da igreja e dos municípios de Mariana e Ouro Preto, compareceram à igreja para aguardar a chegada do corpo de Dom Geraldo Lyrio Rocha. Os sinos tocavam e a cor roxa, simbolizando o luto, estava estampada nos panos pendurados nas janelas da igreja e nas túnicas dos sacerdotes.

O cortejo, conduzido pelo Corpo de Bombeiros e respeitosamente acompanhado pelas autoridades e pela população presente, recebeu uma emocionante recepção dos sacerdotes e do atual Arcebispo de Mariana, Dom Airton José dos Santos, no Santuário de Nossa Senhora do Carmo.

Antes de entrar no santuário, Dom Airton iniciou a oração e, logo após, o caixão foi carregado pelos sacerdotes até o centro da Igreja, onde foi colocado na Eça para o início da Santa Missa e velório.

“Dom Geraldo está fazendo esta peregrinação desde Altamira (PA), já passou por Vitória (ES) – Diocese de origem dele, onde foi formador e Bispo Auxiliar, depois passou por Colatina, primeira Diocese que ele assumiu como Bispo Diocesano, e está vindo para Mariana agora, onde terminou os seus dias como Bispo Emérito.

Nossa preparação é essa espera, na oração, na compreensão da vontade de Deus. Hoje, então, vamos receber o féretro com o corpo de Dom Geraldo. Hoje é a Vigília a noite toda”, disse Dom Airton.

Dom Airton enfatizou que Dom Geraldo deixou um significativo legado como homem de Igreja, alguém que sempre foi fiel à palavra de Deus e ao magistério eclesiástico.

“Ele se preocupava com o encaminhamento que as pessoas davam às suas vidas de fé. Sua presença sempre foi fraterna e atenta, e ele cuidava com zelo do culto e da liturgia. Além disso, sua capacidade de diálogo com as pessoas, de receber e atender a todos, foi notável. Dom Geraldo foi um exemplo de homem de Igreja, dedicado à fé e à missão. Sua partida deixa uma lacuna em nossos corações, mas também nos inspira a seguir seus passos e a continuar seu legado de amor e cuidado para com o próximo”.

Os momentos de oração foram enriquecidos pelo Coral Dom Oscar de Oliveira, de Ouro Preto, e a missa foi presidida por Dom Francisco Barroso Filho, Bispo Emérito da Diocese de Oliveira (MG), com a participação ativa de Dom Airton José dos Santos, Dom João Muniz Alves, Bispo da Diocese de Xingu-Altamira, Diácono Robson Adriano Fonseca Dias Silva, Padre Enzo dos Santos e Monsenhor Danival Milagres, além de todo o clero presente.

Dom Francisco Barroso Filho, durante a homilia, relembrou a trajetória de Dom Geraldo e sua dedicação à presidência da CNBB, ressaltando o legado deixado pelo Arcebispo Emérito de Mariana. A comunidade lamentou a fatalidade ocorrida durante um retiro espiritual, enquanto Dom Geraldo pregava para o clero de Xingu-Altamira.

Dom João Muniz Alves, Bispo da Diocese de Xingu-Altamira, também prestou homenagem a Dom Geraldo, enfatizando seu amor a Deus e à Igreja, bem como sua liderança, capacidade intelectual e carisma que conquistou o respeito de todos os bispos.

“Ele deixou um legado muito positivo, como homem que amava a Deus e a Igreja. Sua fé inabalável se refletia em sua dedicação à missão, mesmo após se tornar emérito. Continuou pregando retiros em diversos lugares e trabalhando na CNBB, onde participou como tradutor da 3ª edição do Missal Romano. Na última assembleia da CNBB, ele foi escolhido para representar os bispos eméritos no próximo Sínodo. Dom Geraldo era um líder admirável, com notável capacidade intelectual, e todos nós, bispos, tínhamos grande respeito e carinho por ele, por tudo o que era e pelo modo especial como se relacionava com as pessoas”, disse Dom João Muniz Alves.

A despedida de Dom Geraldo Lyrio Rocha foi marcada por um luto que não se restringiu à tristeza, mas carregado de esperança na ressurreição. Sua vida exemplar, sua devoção à palavra de Deus e ao magistério da Igreja, bem como seu cuidado com o culto e a liturgia, foram relembrados pelos presentes, que agora aguardam a última encomendação e o sepultamento na cripta da Catedral da Sé de Mariana.

A Arquidiocese de Mariana e a Igreja do Brasil se unem para celebrar a vida e o legado de Dom Geraldo Lyrio Rocha, um pastor que tocou a vida de muitos com sua fraternidade, atenção e compromisso com a fé. Sua memória permanecerá viva nos corações daqueles que tiveram a honra de conhecê-lo e serem guiados por sua sabedoria espiritual.

Confira a programação deste sábado para as últimas homenagens:

  • 7h- Santa Missa.
  • 10h- Santa Missa.
  • 14h- Início do traslado do Corpo saindo do Santuário de Nossa Senhora do Carmo para Catedral Basílica.
  • 15h- Missa Exequial seguida do Sepultamento na Cripta da Catedral Basílica Metropolitana de Mariana – MG. Transmitida pelas redes sociais da Arquidiocese

Acompanhe a missa das 15h em:

Fotos: Caio Amora/Arquidiocese de Mariana

Arquidiocese de Mariana