Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

22 de maio de 2024

Retiro do Seminário Diocesano

03/03/2022 . Notícias da Diocese

Dentre os dias 26 de fevereiro a primeiro de março, os seminaristas da nossa Diocese participaram de um retiro no sítio Santo Antônio em Santa Maria de Itabira (MG). O retiro foi realizado pela equipe de formação do Seminário Diocesano.

O roteiro do retiro os recordou da situação que experimentou o samaritano que, diante de um homem que fora agredido por assaltantes, seguiu três passos básicos para aplicação da caridade cristã, a saber, ele viu, compadeceu-se e dele cuidou (Lc 10, 33-34), isto é, ele viu, julgou e agiu. Do mesmo modo os seminaristas participaram de formações que visavam levá-los a uma verdadeira caridade pastoral por meio do método “ver, julgar e agir”.

Após um dia de acolhida, dia 25, no primeiro dia de retiro, dia 26, houve duas palavras alicerçadas sobre a ideia do “ver”. Para tal, foram levantados como temas a situação da Igreja no Brasil e no mundo proporcionando uma visão geral da situação em que o presbítero vivia e aquela que haverá de viver conforme as mudanças culturais que vão se dando fora da Igreja e que a influenciam.

No dia 27 foram proferidas reflexões alicerçadas sobre a ideia do “julgar”. Assim, a partir de documentos da Igreja, foi tratada a questão da identidade do presbítero enquanto aquele que é chamado a proclamar a Palavra, a reproduzir gestos sacerdotais e exercitar-se na amável da solicitude de Cristo. Com isso, houve a problematização sobre como o presbítero deve se portar diante dos desafios. Posteriormente, no dia 28, foi tratada a questão do “agir” de modo a serem levantadas respostas possíveis aos desafios apresentados deixando em aberto a questão para uma constante análise. Enfim, após a conclusão do retiro, no dia primeiro ainda houve, no sítio, a recepção do ministério de leitor que foi conferido aos seminaristas Júlio, Paulo e Lucas.
Que a Virgem Imaculada guie nossos seminaristas e inflame um profundo zelo pastoral e que esse retiro lhes seja uma oportunidade de uma renovação da experiência do amor de Deus.

Texto: Seminarista Wellington Rosa de Souza