Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

26 de outubro de 2021

Paróquia Nossa Senhora do Rosário de Santa Maria de Itabira celebra Festa da Padroeira e 150 anos de criação da Paróquia

13/10/2021 . Notícias da Diocese

Celebrar Maria é celebrar a vida, a vinda do Messias e o Amor. No seu “Sim” colocamos a nossa alegria e esperança, valorizando a história que Deus fez conosco.

No dia que a Igreja celebra a memória da Mãe do Rosário, a Paróquia de Nossa Senhora do Rosário de Santa Maria de Itabira (MG), comemorou, jubilosa, a sua padroeira e os 150 anos de criação.

Como preparação para a festa foi realizada uma novena com o tema: “agradecer pelos 150 anos, viver as maravilhas do hoje e sonhar com o amanhã!”. Durante nove dias foram celebradas missas animadas pelas comunidades pertencentes à Paróquia e presididas pelos filhos da Terra: Pe. Edson Vander e Pe. José Cândido da Silva; pelos párocos anteriores: Pe. Hideraldo Veríssimo, Pe. Gustavo Alves, Pe. Renato Cruz, Pe. Marco José, Pe. Geraldo Ildeo, Frei Otaviano Souza e Pe. Paulo Marcony, contando também com a presença do pároco da cidade vizinha de Ferros, Pe. Edmílson Cândido.

No domingo, 3 de outubro, foi realizado o lançamento do livro: “Atos da Caminhada de um povo – Volume II” com muitas histórias bonitas, contando tudo o que se passou em nossa paróquia. Vale para o presente, o passado e o futuro.

O bispo diocesano, Dom Marco Aurélio Gubiotti presidiu a Solene Missa no dia 7 de outubro, concelebrada pelo pároco, Pe. Wilner Pierre, CICM, Pe. Ronald Sylvain, CICM (que estão na paróquia por três meses para realizar os estudos da Língua Portuguesa), Pe. José Cândido, Pe. Edmílson Cândido, Pe. Renato Cruz, Pe. Anderson Ferreira, Pe. Márcio Soares e a presenças do seminarista Roy Fernando, CICM, juntamente com representantes das 27 comunidades pertencentes à paróquia e uma delegação da Paróquia São Sebastião de São Sebastião do Rio Preto.

Durante a homilia, o bispo, Dom Marco Aurélio, parabenizou os paroquianos pela caminhada de fé nos 150 anos da paróquia, exaltando aqueles que os antecederam e legaram a fé em Nosso Senhor Jesus Cristo, a devoção a Nossa Senhora e o amor à Igreja. “A devoção a Maria não é uma escolha nossa, em primeiro lugar. Ela é consequência da escolha providente de Deus à vontade humana. Através do belo testemunho de Nossa Senhora aprendemos a viver bem a nossa fé com confiança, disponibilidade e responsabilidade que se revela no dia a dia de nossa vida. O poderoso fez em mim maravilha! Santo é o seu nome proclamou Maria quando foi reconhecida e honrada pela saudação de sua prima, Izabel” afirmou o bispo, enaltecendo as virtudes da Santa Mãe de Deus e da Igreja.

Certamente Nossa Senhora do Rosário pede que sejamos responsáveis pela história dos próximos 150 anos desta paróquia. É missão de todos nós. Assim como recebemos de nossos pais o legado da fé e da devoção à Maria, nós devemos transmiti-las às atuais e futuras gerações. Percebemos que é hora de cada um de nós sermos missionários em levar a alegria e o ânimo ao povo de Deus.

A comunidade quilombola do Barro Preto prestou uma bonita homenagem à padroeira, ao final da missa, cantando e dançando em louvor à Nossa Senhora. Após o pronunciamento do vice-prefeito, André Torres, o pároco, Padre Wilner Pierre, CICM, emocionado, fez o seu agradecimento. Segundo o padre, há exatos nove meses e quatro dias chegou à paróquia – as mães sabem o que significa nove meses – e, neste tempo de pandemia e de enchentes – foi aprendendo a amar o povo desta terra santa. A paróquia – aqui representada por ele como um trem – já caminhava há 150 anos sendo conduzida por muitos “maquinistas” zelosos padres, religiosos, diácono e leigos. “Houve milhares e milhares de passageiros que fizeram o “trem” andar. Alguns deles têm os nomes gravados nos volumes 1 e 2 do Livro: “Atos da Caminhada de um povo”. Muitos desses passageiros já estão na Casa do Pai a quem rendemos graças e oferecemos nossas orações. Neste dia especial, de ação de graças, em nome de todos, agradeço a cada um, em especial aos padres já falecidos: padre José Martins Morais, Padre Estevam Afonso Maria Viparelli, Padre Luís Moreira Costa, Padre Afonso Severino dos Santos, Padre Almir Adomiran Duarte, Padre Tarcísio Generoso da Fonseca e Padre Luciano Ivo.

Agradecimentos especiais a todos os santa-marienses vivos, católicos ou não. Que felicidade e bênção saber que cada um de nós está fazendo parte desta história sagrada nesta terra tão querida de Santa Maria de Itabira. Nós recebemos um legado precioso do passado e, hoje, usufruímos deste presente, graças a Deus e à providência de Nossa Senhora do Rosário.

Meu sonho – que pode ser nosso – é trabalhar para que nossa cidade seja modelo de desenvolvimento humano e espiritual. Temos muita coisa por fazer. Gostaria de repetir uma súplica que fiz em janeiro e que tem urgência. Nos falta uma Escola de Ensino Superior e uma Escola Técnica para incentivar a juventude a ficar aqui e assim ser sinal da esperança e segurança de um futuro estável. Juntos com a juventude, somos o presente de Deus nesta localidade e, por isso, irmãos, devemos sonhar juntos por uma cidade unida, mais forte e missionária”, afirmou o padre Wilner.

Após agradecer ao bispo, aos sacerdotes presentes e aqueles que ajudaram a celebrar a novena, às equipes da Prefeitura, secretarias, Padre Pierre apresentou sua gratidão à Comissão jubilar, ás Equipes de Liturgia, Coral, secretários paroquiais, Pascom, jovens, equipes das barraquinhas e cozinha, da acolhida e todos os benfeitores que, noite e dia, com ou sem chuva, trabalharam para esta festa acontecer. “Nossa Senhora do Rosário, neste dia, deve estar muito feliz e sorrindo lá no céu. Viva, Nossa Senhora do Rosário!!” – proclamou entusiasmado o Padre Pierre.

Em seguida, foram entregues presentes ao bispo e ao Padre Anderson. Após a bênção final, a equipe litúrgica, junto com o Bispo e os concelebrantes, saiu pela porta principal para a revelação e benção da placa comemorativa dos 150 anos. Todos juntos se reuniram na praça para participar. E, concluindo as festividades da manhã, foi servido um delicioso almoço de confraternização, na praça.

“Pelas estradas da vida, nunca sozinho estás. Contigo pelo caminho, Santa Maria vai”.

Às 17 horas, foi realizada uma carreata com a Imagem da Padroeira, passando pelas ruas da cidade – e também por aquelas inundadas pela enchente do início do ano -, abençoando os seus filhos e trazendo esperança de dias melhores. Os fiéis enfeitaram os seus carros, a frente de suas casas e, com fé e emoção, saudaram a Virgem Maria que passava, apresentando-lhe suas orações. Ao retornar à Matriz, houve bênção e show com fogos de artifício para comemorar e encerrar os festejos.

Por Arlete Bretas
Paróquia Nossa Senhora do Rosário