Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

25 de abril de 2024

Diocese de Itabira-Coronel Fabriciano ordena quatro Diáconos Permanentes em Timóteo

07/02/2022 . Notícias da Diocese

O último sábado, 5 de fevereiro, foi de grande alegria para a nossa Diocese de Itabira-Coronel Fabriciano, pois foram ordenados quatro novos Diáconos Permanentes: Eduardo Coelho Madeira, Elcy de Alvarenga Lopes, Geraldo Magela de Souza Carvalho e Wanderson Martins de Araújo.

Realizada na Igreja Matriz da Paróquia de São Sebastião, na cidade de Timóteo (MG), a Solene Celebração Eucarística foi presidida pelo nosso bispo diocesano, Dom Marco Aurélio Gubiotti, e concelebrada pelo clero de nossa diocese. A celebração contou também com a presença dos diáconos permanentes, seminaristas, candidatos ao diaconado, familiares e amigos dos ordinandos.

Em sua homilia, após acolher e saudar os candidatos ao diaconado, os presbíteros, seminaristas, familiares e demais presentes, Dom Marco Aurélio destacou, diante da Primeira Leitura, o testemunho vocacional de Jeremias, disse que lhe chama atenção o trecho onde ele diz que “a Palavra o visitou”, pois o Profeta dá a entender que o encontro pessoal dele com o Senhor acontece através da escuta e meditação da Palavra de Deus:

Pra ser profeta, em especialmente no Ministério Diaconal, primeiro é necessário, a gente ouvi-la e acolhê-la [a Palavra de Deus] com espírito profundo de fé, e fazer essa experiência e perceber que na Palavra o Senhor nos visita”, exortou o bispo.

Dom Marco Aurélio observou que este encontro pessoal é um momento primordial do processo constante de formação e de consagração de vida, e Jeremias dá testemunho que isso não aconteceu num determinado momento da vida, quando ele tomou consciência de sua vocação. O que ele diz é que esta Palavra que o visitou, e visita, revela pra ele, que este encontro começou mesmo antes dele ter nascido, antes dele ter sido gestado no ventre de sua mãe.

Acerca desta vocação, o bispo notou ainda que “esta experiência profunda de fé e de chamado vocacional, é o sentido da vida do profeta”, e que Jeremias sofreu demais, visto que ele teve uma vivência de sua missão profética muito extensa, por muitos anos, e viu tudo aquilo que ele havia previsto, acontecer. Fez muitas advertências e foi perseguido por causa delas, e isso o expôs a perigos de morte, de martírio, mas diante de todo esse sofrimento, ele encontrou forças para superar as dificuldades.

Diante desse testemunho, Dom Marco exortou:

neste tempo em que todos nós estamos fragilizados, a espiritualidade de Jeremias é uma luz para nós, pois é nessa experiência de encontro pessoal com o Senhor, na espiritualidade vocacional, e sem perder de vista o chamado, é que nós encontraremos sentido e força da graça para sermos resistentes, resilientes nos embates que acontecerão na nossa vida, seja em qual dimensão for, seja na vida pessoal, familiar, profissional, seja nas dificuldades que aparecerão no exercício do ministério diaconal”.

Ao final de sua reflexão, dirigindo-se aos ordinandos, Dom Marco Aurélio manifestou que a Igreja confia e conta também com o testemunho profético deles.

Em seguida, foi realizado um momento de interrogatório aos candidatos ao Diaconado, rezou-se a Ladainha de Todos os Santos, foi realizado o Rito de Imposição das Mãos e Prece de Ordenação, a Investidura das Vestes Diaconais e a entrega do Livro dos Evangelhos. Ordenados, os neo-diáconos receberam os cumprimentos.

Após a Liturgia Eucarística, já ao final da Celebração, o neo-diácono Elcy de Alvarenga Lopes, representando os diáconos recém ordenados, cumprimentou os presentes e expressou a gratidão dos novos diáconos a todos que oraram pela vocação deles, de modo especial, às esposas que foram e são, o apoio da vocação deles, e agradeceu também aqueles que colaboraram com a Solene Celebração.

Por fim, o Diácono Luis Sales, proferiu a leitura da Ata de Ordenação que foi devidamente assinada pelos quatro novos diáconos.

Fotos: Samuel Carvalho