Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

01 de fevereiro de 2023

Seminarista escreve mensagem sobre o Ano Vocacional

25/11/2022 . Notícias da Diocese

Eis que o violão começa a chorar em sonoras lágrimas de alegria; eis que vibram os acordes que narram histórias e evocam memórias em nossas mentes. Ele nos recorda aqueles momentos em que somos tomados por um olhar vazio: como de quem não está olhando para nada mas está pensando em tudo.

Às vezes, sentimos saudades dos tempos de criança em que, ao olhar para os céus, nossa preocupação era apenas a de nos deleitar na dúvida de se as nuvens são feitas de algodão-doce. Aquele olhar bobo, distraído, de quem tem por única preocupação aproveitar o presente. Entretanto, nós, hoje mais adultos, ao olharmos para o céu, nada mais vemos do que rostos informes que nos lembram, por qual motivo não sei, das tantas preocupações da vida. Por isso, hoje somos convidados a voltarmos nosso olhar a Cristo e nos perguntarmos: qual chamado ele me faz?

Falar de Ano Vocacional pode parecer algo específico para jovens, no entanto, em todos os momentos da vida, precisamos novamente observar aquilo que só nós podemos fazer, ou melhor, o sonho único de Deus para nós. Ó, sim! O mundo não seria o mesmo sem você porque há algo no mundo que só você pode fazer, isto é, Deus lhe chamou desde o princípio e planejou uma vocação única para você.

Essa reflexão sobre a vocação é, assim, uma tarefa para a vida toda. Esse esforço é como o de uma mãe que passa parte da sua vida tendo como objetivo maior o cuidado de seus filhos. Contudo, quando eles se tornam independentes, ela entra em crise e percebe que tem que traçar novos objetivos de vida. Esse esforço também é como o de um jovem que passa um longo tempo planejando ingressar numa faculdade e, chegando no meio de seu curso, descobre que não era aquilo que ele gostaria de fazer da vida e novamente precisa repensar o caminho. Mas por qual caminho passará quem não sabe aonde quer chegar?

O Ano Vocacional que se inicia tem como tema: “Vocação: graça e missão” e como lema: “Corações ardentes, pés a caminho”. Em nossa Diocese a abertura do Ano Vocacional se deu em nível diocesano nos três regionais sendo que, em nosso regional, acontece aqui em São José do Goiabal.

Neste Ano Vocacional, devemos lançar nosso olhar para Aquele que, a todo tempo, olha para nós. Que este olhar de Cristo nos faça novamente como crianças para cumprir a nossa vocação, como diria Santa Teresinha do Menino Jesus, a nossa vocação que é o amor. Essa é a vocação que devemos buscar para esse próximo ano: amar, amar e amar aquele que tanto nos ama por inteiro. Que, ao fixar este olhar amoroso em Cristo, como crianças, aquele olhar abobado e distraído de que falamos, que nós contemplemos o mesmo olhar com que Ele nos contempla e, assim, que vejamos Nele, novamente, aquele céu de algodão-doce.

Confira algumas fotos deste dia:

Texto: Wellington Rosa de Souza
Seminarista do Primeiro ano de Teologia