Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

04 de dezembro de 2022

Saiba quem são os ganhadores da 54ª edição dos Prêmios de Comunicação da CNBB

24/11/2022 . Igreja

A cerimônia de entrega da 54ª edição dos Prêmios de Comunicação da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil aconteceu na noite desta quarta-feira, 23 de novembro, diretamente dos estúdios da TV Evangelizar, em Curitiba (PR), que assinou a produção do programa em parceria com a CNBB.

Esse ano a apresentação dos prêmios foi feita pelos jornalistas Guilherme Machado e Luiza Gualberto. Pela primeira vez a solenidade ocorreu de forma híbrida – os finalistas participaram de maneira remota e os ganhadores, presencialmente, no estúdio.

O programa teve a duração de duas horas e foi exibido pelas emissoras de televisão de inspiração católica, além das redes sociais da CNBB.

“A CNBB, ao premiar boas peças de vários meios de comunicação que veiculam valores, nesse contexto de desumanização, estende sua mão a valores presentes na sociedade, que são brotos de esperança: podemos nos reumanizar”, afirmou o presidente da Comissão para a Comunicação da CNBB, dom Joaquim Giovanni Mol.

Saiba quem são os ganhadores:

Margarida de Prata (Cinema), avaliados pela PUC-Minas


Curta-metragem

Meu corpo, minha fronteira – Eduardo Mossri

Clara de Assis (TV), avaliados pela PUC-Goiás 

Documentário
Arquivo A: Desafios da Igreja: Alto do Rio Negro, de Camila Franco Morais (TV Aparecida)

Reportagem
A Igreja em Saída: a missão do Padre Júlio Lancellotti, de Mateus Eduardo Lino (A Igreja Em Saída)

Dom Helder (imprensa), avaliados pela Universidade Católica de Brasílica (UCB)

Jornais
Aos 50 anos, Minhocão vive contrastes – Jornal O Estado de São Paulo
Priscila Mengue

Revistas
Serviço Jesuíta a Migrantes e Refugiados – Jesuítas Brasil
Janaína Santos

Microfone de Prata (rádio), avaliados pela Rede Católica de Rádio (RCR) 

Jornalismo
Ferida que ainda sangra – Rádio Senado

Entretenimento
Mensagem sertaneja – Rádio Mensagem (diocese de São José dos Campos/SP)

Religioso
Palavra de Amigo – Rádio Mundo Melhor (Fundação João XXIII) 

Papa Francisco (Teses e dissertações), avaliados pela PUC-SP
Teses

A representação do capelão militar nos filmes de guerra: O Resgate do Soldado, Pearl Harbor, Paisà e A Grande Guerra, de Héliton Marconi Dantas de Medeiros (PUC-Rio)

Dissertações 

“É melhor tirar a cadeia”: contribuições da teologia pública para a superação do encarceramento
Lucas Henrique Pereira Duarte (PUC-PR) 

Kerigma (PASCOM), avaliados pela Faculdade Paulus de Tecnologia e Comunicação (FAPCOM)

Plano Pastoral Digital Paróquia Nossa Senhora Aparecida Xingu
Karina de Carvalho (Pascom da Paróquia Nossa Senhora do Xingu, Diocese de São José dos Pinhais/PR)

Dom Luciano Mendes (Internet), avaliados pela Universidade Católica de Salvador (UCSAL)


Iniciativas com redes sociais

Evangelho com as crianças, autoria de Osmar de Oliveira Braido

Sites/Blogs/Portais
Notícias Canção Nova, autoria de Júlia Beck Ferreira

Assista o programa na íntegra:

Os Prêmios de Comunicação da CNBB

Os Prêmios de Comunicação foram criados pela CNBB com o objetivo de oferecer um reconhecimento público da Igreja Católica Apostólica Romana ao trabalho meritório de profissionais da comunicação social nos diversos meios que apresentaram suas obras e se distinguiram pelo serviço à dignidade humana e aos valores do Evangelho.

Eles também têm por objetivo estimular, fomentar e reconhecer as boas iniciativas de trabalho jornalístico e cultural provenientes de todo o país nas áreas do Cinema, Rádio, Televisão, Imprensa e Internet, bem como do campo da pesquisa acadêmica em comunicação e iniciativas da Pastoral da Comunicação.

Concessão da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil, os Prêmios têm caráter exclusivamente cultural e não se vinculam a nenhuma modalidade de sorteio ou a qualquer exigência de pagamento pelos concorrentes, tampouco estão condicionados à aquisição ou ao uso de quaisquer bens, direitos ou serviços. Eles são entregues aos profissionais autores dos trabalhos que são apresentados para a seleção.

Os trabalhos inscritos são submetidos à avaliação de dois júris. A primeira avaliação é a do júri técnico, que leva em consideração a qualidade do material produzido conforme as exigências técnicas de cada categoria e modalidade. Para cada categoria, o júri técnico escolhe os 5 melhores trabalhos. Em seguida, esses trabalhos escolhidos são submetidos a um júri pastoral, que faz a avaliação da pertinência do conteúdo relacionado ao apreço pela dignidade humana e aos valores do Evangelho.

Fotos: Felipe Gusso / Obra Evangelizar é Preciso

CNBB