Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

18 de setembro de 2020

Paróquia Nossa Senhora da Saúde

“Bendita és tu entre as mulheres e bendito o fruto de teu ventre!” (Lc 1,42)

Uma comunidade se realiza pela sua gente. Apesar das histórias particulares, ela surge das necessidades comuns, dos laços que se formam e edificam.

A história da Paróquia Nossa Senhora da Saúde, bem como a de várias outras no Estado, está diretamente relacionada ao período de povoamento do município de Itabira, à chegada dos bandeirantes ao interior de Minas Gerais.

A Igreja Matriz é a segunda edificação religiosa mais antiga de Itabira, sendo mais ‘jovem’ apenas do que a de Nossa Senhora do Rosário (“Rosarinho”). Nossa história, portanto, passa pela própria história de construção da Igreja, iniciada no século XIX.

No local onde hoje se ergue a Matriz Nossa Senhora da Saúde existia, anteriormente, uma ermida, sob a mesma invocação, construída pelos primeiros habitantes da região: Bento Joaquim do Amaral e João de C. Salgado, entre outros.

A atual edificação teve sua construção iniciada em 1823 e concluída em 1848 (mesmo ano de emancipação política do município) por iniciativa de Carlos Cassemiro de Andrade. Em 1833, com a demarcação da área da vila de Itabira, a Igreja passou a denominar, pela sua vocação, um dos distritos criados.

Já no século XX, em 1925, a edificação sofreu reformas que foram coordenadas por uma comissão presidida por Heliodoro do Carmo. Nessa época, foi modificado o frontispício original que apresentava duas torres, destruídas por ação de um raio. Desde então, mantém a torre única central.

Inicialmente, a comunidade de Nossa Senhora da Saúde estava subordinada à Paróquia de Nossa Senhora do Rosário – forania da Arquidiocese de Mariana -, sendo elevada a Paróquia no dia 06 de abril de 1947. Naquela época, pertenciam à Paróquia da Saúde, assim denominada carinhosamente pelos fiéis, as Capelas de:

• Conceição
• Rio Peixe
• Fábrica da Gabiroba
• Candidópolis
• Ribeirão de São José

Os cruzeiros de:

• Laboriaux,
• Oliveira Castro,
• Piteiras

E os seguintes povoados:

• Conceição
• Rio Peixe
• Candidópolis
• Ribeirão de São José
• Laboriaux
• Oliveira Castro
• Fábrica da Pedreira

Ao longo dos anos, várias comunidades foram anexadas ou desmembradas da Paróquia. Além das já relacionadas, temos também:

• Comunidade de Nossa Senhora Aparecida (Barro Branco)
• Comunidade de São José (Chapada)
• Comunidade de Nossa Senhora da Esperança (Boa Esperança)
• Comunidade de Nossa Senhora de Fátima (Vila Amélia)
• Comunidade de Nossa Senhora da Conceição (Conceição de Baixo)

Nos dias atuais, a Paróquia é composta pelas comunidades de Nossa Senhora de Fátima, Nossa Senhora da Conceição e Nossa Senhora da Saúde – o que nos torna genuinamente mariana!

A circunscrição da Paróquia compreende os bairros Centro, Pará, Chacrinha, Moinho Velho, Esplanada da Estação, Quatorze de Fevereiro, Vila Amélia, Alto da Boa Vista, Alto Pereira, Vila São Joaquim e Conceição de Baixo.

Obs.: A Igreja Matriz Nossa Senhora da Saúde foi tombada pelo município em 11/05/1988, por meio do Decreto Municipal nº 3.442.

Párocos:

1º Pe. José Lopes Magalhães (1946-1963)
2º Pe. Geraldo Trindade Barreto (1963-1966)
3º Pe. Joaquim Santana de Castro (1966-1976)
4º Pe. José Cassimiro da Silva (1976-1977)
5º Pe. Valter Carrijo (1977-1979)
6º Pe. Luiz Cezar (1979-1980)
7º Pe. Ilídio Hemétrio Quintão (1980-2011)
8º Pe. Uildes Flávio Assis (2011-2020)
9º Pe. Paulo Marcony Duarte Simões (2020 – até o momento)

Existem muitas origens para a história de Nossa Senhora da Saúde, com várias versões em diferentes localidades. Porém, a que possui mais registros e a mais aceita remonta aos tempos da peste negra europeia.

No ano de 1599, uma forte epidemia caiu sobre a cidade de Sacavém em Portugal. A epidemia foi tão mortal que não havia sequer espaço para enterrar os cadáveres, o que forçou a começarem escavações e covas nos arredores do cemitério da igreja.

Ao abrirem a primeira vala, os coveiros se depararam com uma imagem de Nossa Senhora. O povo logo se reuniu com grande amor e veneração. Tamanhos foram os benefícios de cura que vinham das orações que o povo decidiu realizar uma procissão em honra a Maria. Ao fim da procissão, a peste cessou. A imagem de Nossa Senhora descoberta na vala passou a ser aclamada Nossa Senhora da Saúde.

Maria está sempre presente para ajudar seus filhos que sofrem, cada qual com seu motivo: uns com doenças corporais, outros com doenças espirituais. Assistir os enfermos é característica visível em Maria. Seu Divino Filho Jesus foi como ela. Jesus caminhou por muitos lugares fazendo o bem, curando os enfermos, operando milagres. Sua Santíssima Mãe também. Não se separa Maria de Jesus. Mãe e Filho são inseparáveis. Maria cuidou de Jesus e também foi cuidada por Ele e por São José. Foi cuidada também por São João Evangelista e hoje ela cuida de nós como Mãe na ordem da graça (Lumen Gentium 61).

Oração

Virgem Maria, Mãe da Saúde, Mulher forte e terna, olha por nós, na estrada da vida. Em teu regaço de amor, acolhe nossos passos em busca de caminhos novos onde o sofrimento e a cruz possam ser transformados em alegria e luz!

Abraça a juventude e desperta em seu meio Vocações Religiosas, Leigas e Sacerdotais, comprometidas com a verdade e a justiça.

Volta nosso olhar para os excluídos e desperta nossa solidariedade profética. Ensina-nos que a vida é serviço, doação, é entrega do próprio coração.

Dá-nos de tua coragem para acolher de coração aberto a Palavra de Jesus que nos chama e nos envia como “sal e luz” para toda a Igreja.

Mãe da Saúde e Mãe da Igreja sustenta-nos quando sofremos ou quando o medo nos faz desviar do caminho de Jesus. E, assim, possamos assumir com alegria a vontade do Pai. Amém.

Nossa Senhora da Saúde, rogai por nós!

Pároco

Pe. Paulo Marcony Duarte Simões

Diácono Paroquial

Diácono Márcio Rodrigo Mota

Telefone

(31) 3831-3142

Site

https://www.paroquiadasaude.com.br/

E-mail

paroquianossasrasaude@yahoo.com.br

Comunidades

Comunidade Nossa Senhora da Saúde
Rua Dom Prudêncio, 128 – Centro
Comunidade Nossa Senhora da Conceição
Rua 21 de Abril, 01 - Vila Conceição
Comunidade Nossa Senhora de Fátima
Praça Apolo – Vila Amélia

Horários de Missas e Celebrações

Matriz Nossa Senhora da Saúde

Santa Missa
Segunda a sexta-feira – 19h
Sábado – 19h30 (“Missa com os Jovens”)
Domingo – 7h30, 10h (“Missa com Crianças”) e 19h30

Celebração da Palavra
Segunda a sexta – 6h

Igreja Nossa Senhora da Conceição

Santa Missa
Sábado – 18h

Igreja Nossa Senhora de Fátima

Santa Missa
Domingo – 18h

Celebração da Palavra
Quinta-feira – 19h
Domingo – 7h