Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

22 de setembro de 2021

Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida

Criação e instalação: 26 de janeiro de 1969

Esta história começa, na década de 50, quando alguns poucos moradores do bairro Conceição resolveram fazer um cruzeiro na colina. A Diocese, vendo a fé deste povo, enviou o Pe. José Lopes Magalhães para formar uma comunidade ali, sendo esta pertencente à Paróquia Nossa Senhora de Fátima, Vila Amélia. O Pe. Magalhães logo conseguiu, juntamente com a comunidade e a então Companhia Vale do Rio Doce, hoje Vale, fazer uma capela grande onde o povo se reunia com bastante frequência para missas, procissões, novenas etc. Em 1969 Dom Marcos Antônio Noronha, primeiro bispo desta Diocese, decidiu constituir a Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida, para a alegria e satisfação do povo local, tendo a Igreja Matriz situada na comunidade Conceição. Deste ano até a década de 90, vários padres se dedicaram totalmente à formação de uma Igreja Povo de Deus. Dentre eles destacamos os padres: Pedro Paulo Pessoa, Vital, Ivanir Américo, Alex Banza, Henrique Dominicus, Joãozinho, Daniel Orpilla, Noel Octaviano, Justino Munduala, Nemézio.

Na década de 90 a Diocese decidiu redividir todas as paróquias da cidade, ficando a comunidade Conceição como setor da Paróquia Nossa Senhora de Fátima. Todavida em 1999, este setor novamente se desmembrou da Paróquia Nossa Senhora de Fátima e voltou a ser Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida, abrangendo desde a comunidade Conceição até a Boa Esperança.

A Igreja Matriz foi situada na comunidade João XXIII e o Pe. Ernesto de Freitas Barcelos foi nomeado pároco, sendo vigários paroquiais os Padres Almir Adomiran Duarte e Irany José Gonçalves, os quais com muito ardor missionário, fizeram um trabalho muito importante de formação de pequenas comunidades e ajudou esta porção do povo de Deus a fazer uma leitura libertadora do Evangelho e assumir uma postura de Igreja ministerial, onde o leigo passou a ser sujeito da evangelização. Com o passar do tempo estes padres foram encaminhados para outras paróquias e, em janeiro de 2003, assumiu a paróquia o Pe. Cláudio Costa de Souza. Este também exerceu com muito carinho seu ministério: pregava a Palavra de Deus numa liturgia muito bem preparada e animada, que fazia com que os fiéis a cada dia tivessem mais fé e devoção a Jesus Cristo e à Igreja. Padre Cláudio Permaneceu somente um ano na paróquia, mas deixou saudades em todo o povo, pois recebeu a missão de exercer seu ministério em Portugal, deixando, em fevereiro de 2004, a Paróquia sob responsabilidade do Pe. José Geraldo de Melo. Este exerceu sua missão e vocação com tamanho empenho que deu um novo rosto à paróquia com a chegada das Santas Missões Populares (SMP), que foi implantada na Diocese de Itabira em primeiro lugar nesta paróquia.

Atualmente a Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida é constituída por 16 comunidades, estando elas localizadas: Abóboras, Baixada, Bálsamos, Barreiro, Barro Branco, Bateias, Boa Esperança, Chapada, Fênix, João XXIII, Machado, Palmital, Ribeira, Santa Marta, Santa Ruth e Valença.

O Padre Alex Banza, em fevereiro de 2013, retornou e assumiu a paróquia com toda a sua simplicidade e sabedoria, exercendo o pastoreio dessas comunidades e procurando sempre conduzir seus paroquianos para uma vida de mais oração e ação, principalmente junto às famílias.

Atualmente a paróquia está sendo administrada pelo Pe. Hideraldo Veríssimo Vieira que tomou posse no dia 26 de fevereiro de 2021 em missa presidida por Dom Marco Aurélio Gubiotti, bispo diocesano, tendo a participação limitada de fieis devido a pandemia da COVID-19.

A aparição da imagem de Nossa Senhora de Aparecida ocorreu em 1717, época das Capitanias Hereditárias. O governante das capitanias de São Paulo e Minas de Ouro estava de passagem pelo Vale do Paraíba, mais precisamente por Guaratinguetá. Animados com a visita, o povo daquela localidade resolveu fazer uma festa de boas-vindas e para isso chamaram três pescadores, Domingos Garcia, João Alves e Filipe Pedroso para lançar as redes no rio e pescar bons peixes. O fato era que, naquela época, meados de Outubro, não era tempo de peixes. Porém, como não podiam contradizer o pedido, rezaram pela proteção e benção da Virgem Maria e de Deus para que pudessem voltar à terra firme com fartura. Depois de inúmeras tentativas sem sucesso, eis que surpreendentemente eles pescaram o corpo de uma imagem. Curiosos, lançaram novamente as redes e “pescaram” uma cabeça que se encaixou perfeitamente ao corpo. Depois deste encontro, que nos dias de hoje é representado em todo o Brasil no dia 12 de outubro emocionando os fieis, o barco se encheu tanto de peixes que ele quase virou! A partir daí, a devoção da Santa foi se espalhando. Primeiro nas casas, depois se construiu uma capela, depois uma basílica, até chegar ao quarto maior santuário do mundo, o Santuário Nacional de Aparecida localizado na cidade de Aparecida, interior do Estado de São Paulo.

Administrador Paroquial

Pe. Hideraldo Verissimo Vieira

Diácono Paroquial

Diácono Geraldo Evangelista de Araújo

Telefone

(31) 3840-2808

E-mail

pnscaparecida@dioceseitabira.org.br

Comunidades

Horários de Missas e Celebrações