Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

30 de maio de 2024

Paróquia São João Batista em Cachoeira do Vale tem novo Pároco

07/02/2022 . Notícias da Diocese

Na última sexta-feira, 4 de fevereiro, dia dedicado ao Sagrado Coração de Jesus, foi realizada na Igreja Matriz, a Missa de Posse do Pe. Luíz Carlos Macedo na Paróquia São João Batista no Distrito de Cachoeira do Vale em Timóteo (MG).

Presidida pelo Bispo Diocesano, Dom Marco Aurélio Gubiotti, e concelebrada por alguns presbíteros do clero de nossa Diocese, a celebração contou com a presença dos fiéis da Paróquia que com alegria, foram prestigiar o Pe. Luíz e interceder por sua nova missão.

No início da celebração, simbolicamente, Dom Marco Aurélio entregou uma chave ao Pe. Luíz Carlos e lhe proferiu algumas palavras sobre a sua missão de pároco, e este foi acolhido com uma salva de palmas.

Em seguida, o Diácono José Geraldo leu a Ata de Provisão de nomeação do Pe. Luíz Carlos, para o ofício de Pároco na Paróquia São João Batista, este em seguida fez sua profissão de fé segundo a fórmula da Sé Apostólica e manifestou seu compromisso com a Igreja, particularmente na Paróquia São João Batista.

Na Liturgia da Palavra, o Bispo Diocesano entregou o Livro dos Evangelhos ao Pe. Luíz Carlos, como sinal de sua missão de ser mensageiro do Evangelho de Cristo, e o sacerdote, já de posse do Livro, proclamou o Evangelho da Missa.

Após a homilia, dirigindo-se ao Pe. Luíz, Dom Marco Aurélio, expressou votos de que o Espírito Santo assista ao novo pároco em seus desafios no pastoreio do povo da Paróquia São João Batista.

Ao final da celebração, o novo pároco recebeu uma mensagem de boas vindas de seus novos paroquianos, que generosamente expressaram sua alegria e esperança na sua chegada. O sacerdote, por sua vez, manifestou sua gratidão a Deus por seu chamado, ao Dom Marco Aurélio pela confiança e também à sua nova Paróquia pelo acolhimento.

Por fim, o Diácono José Geraldo leu a Ata de Posse, que foi assinada por ele, pelo Bispo, pelo novo pároco Pe. Luíz Carlos, pelo Diácono José Geraldo e por duas testemunhas.

Fotos: Ademir Lourenço