Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

22 de setembro de 2021

Coleta da Fraternidade 2021

23/03/2021 .

Queridos (as) irmãos e irmãs,

Estamos nos aproximando da Semana Santa. Nela tornamo-nos idealmente peregrinos de Jerusalém e contemplamos o mistério de Nosso Senhor Jesus Cristo Morto e Ressuscitado. O Apóstolo Paulo, que fez uma experiência viva e pessoal deste mistério, na Carta aos Gálatas chega a dizer: “O Filho de Deus me amou e se entregou por mim” (Gl 2,20). O quanto vivenciou o Apóstolo é também fundamento de um novo modelo de fraternidade que deriva da obra de reconciliação e de pacificação, operada pelo Crucificado entre as gentes, como São Paulo escreve na carta aos Efésios.

No próximo domingo, 28 de março, iniciaremos a Semana Santa com a Celebração de Ramos e da Paixão do Senhor, fazendo memória da entrada de Jesus em Jerusalém. É nesta data que a Igreja realiza a Coleta Nacional da Solidariedade, gesto concreto da Campanha da Fraternidade, que este ano tem por tema e lema “Fraternidade e Diálogo: compromisso de amor” e “Cristo é a nossa paz: do que era dividido, fez uma unidade” (Ef 2,14a). Promovida pela Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), todas as doações financeiras realizadas pelos fiéis nesta campanha farão parte dos Fundos Nacional e Diocesano de Solidariedade.

Diante deste momento difícil em razão da pandemia acentuada e suas consequências, nos municípios em que os Decretos permitem as celebrações com a participação presencial dos fiéis, que esta coleta seja realizada nas missas do dia 28 de março, Domingo de Ramos e da Paixão do Senhor. Onde os Decretos Municipais não permitem a participação presencial dos fiéis nas celebrações, que a realização desta coleta seja no dia 16 de maio, Solenidade da Ascenção do Senhor. “Cada qual dê segundo o impulso do seu coração, sem tristeza nem constrangimento, pois Deus ama quem dá com alegria. De resto, Deus tem o poder de cumular-vos com toda a espécie de benefícios, para que tendo sempre e em todas as coisas o necessário, possais cumprir generosamente toda a espécie de boas obras” (2Cor 9,6-8).

Voltado para o apoio a projetos sociais, os fundos são compostos da seguinte maneira: 60% do total da coleta permanecem na diocese de origem e compõem o Fundo Diocesano de Solidariedade e 40% são destinados para o Fundo Nacional de Solidariedade. Em nossa Igreja Particular é destinatária deste recurso a Cáritas Diocesana que apoia e mantém os diversos projetos sociais.

O gesto fraterno tem um caráter de conversão quaresmal, condição para que venha um novo tempo marcado pelo amor e pela valorização da vida. Os recursos arrecadados serão destinados preferencialmente a projetos que atendem aos objetivos propostos pela CF 2021. É um gesto concreto de fraternidade, partilha e solidariedade, feito em âmbito nacional, em todas as comunidades cristãs, paróquias e dioceses.

A Igreja espera a participação de todos, oferecendo sua solidariedade em favor das pessoas, grupos e comunidades, pois “Ao longo de uma história de solidariedade e compromisso com as incontáveis vítimas das inúmeras formas de destruição da vida, a Igreja se reconhece servidora do Deus da vida” (DGAE, nº66).

Em tempo de maior cuidado e preservação da vida, conclamando a todos para que observem as normas sanitárias, celebremos durante a Semana Santa meditando a vida, paixão, morte e ressurreição de Jesus. Que o amor divino, manifestado nos mistérios pascais, nos fortaleça na nossa fé e na esperança.

Itabira, Sede do Bispado, 23 de março de 2021.

Pe. Ueliton Neves da Silva
Assessor Diocesano de Comunicação

Veja Também