Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

18 de setembro de 2020

Campanha Solidária Diocesana

16/05/2020 . Notícias da Diocese

Amados irmãos e irmãs, saúde e paz!

Vivemos um tempo de muitas incertezas, em decorrência da pandemia causada pelo novo Coronavírus (COVID-19), o que nos levou a adotar medidas restritivas em relação à ação pastoral, com o objetivo de preservar a vida, que é dom de Deus, e também trouxe impactos na área econômica, o que exigiu de nós medidas urgentes na gestão paroquial.

Diversas ações concretas já foram adotadas em nossas paróquias para a redução de gastos (água, energia, telefonia, combustível, suspensão de obras e reformas etc.), pois a atual situação exige tais medidas de economia, tomadas, desde o início da pandemia, de forma prudente e inteligente a fim de conter despesas. Essas ações visam minimizar o impacto da crise financeira e da recessão prevista pelo governo federal.

Como medidas de enfrentamento da crise, foram necessárias a redução em 50% do repasse mensal das paróquias para a manutenção da Cúria e do Seminário; suspensão do repasse para a escola diaconal; redução da côngrua dos padres para criar um fundo de auxílio mútuo emergencial.

Atualmente, estão direta e indiretamente vinculados à nossa Diocese mais de 300 funcionários, que prestam serviços na Cúria Diocesana, nas 50 paróquias distribuídas nos 24 municípios e também nas duas casas de formação dos nossos seminaristas (Seminário Propedêutico Cura D’ars, em Itabira e Seminário Filosófico e Teológico São José, em Belo Horizonte). Nossos padres e administradores paroquiais têm se empenhado, sobretudo diante do atual cenário, na preservação desses postos de trabalho que são a única fonte de renda para muitas famílias. Por isso, foi necessário adotar o Programa Emergencial de Manutenção do Emprego e da Renda, como estabelece a Medida Provisória Nº 936/2020, com redução da jornada e complementação de renda governamental, evitando, assim, as demissões.

Nossas Paróquias têm se esforçado, com gestos concretos de solidariedade, para assistir nossos irmãos e irmãs mais vulneráveis nesse tempo. A Sociedade São Vicente de Paulo e a Cáritas Diocesana continuam prestando a assistência aos mais necessitados. Estamos, assim como vocês e suas famílias, nos adequando a esta nova realidade. No entanto, apesar dos muitos esforços, algumas das nossas paróquias já se encontram em dificuldades financeiras para manter o essencial em suas estruturas.

O Apóstolo São Paulo nos ensina que a Igreja é o corpo de Cristo (cf. 1Cor 12,12-27), do qual cada um de nós é membro. Somos interligados pela fé, esperança e caridade fraterna que nos tornam naturalmente solidários uns com os outros. Enquanto corpo da Igreja de Nosso Senhor Jesus Cristo, São Paulo nos alerta para o significado da verdadeira caridade, um dos principais pilares do cristianismo. O conhecimento das coisas espirituais não é suficiente para fazer de nós um ser humano caritativo. É preciso, mais do que falar, transformar a Palavra que reverbera em ações que se assemelham às ações do próprio Cristo. Deus escolheu revelar-se aos simples e pequeninos e não aos sábios e poderosos. É sobre os mais necessitados que o Pai repousa seu olhar e sua compaixão. Acredito nos milagres de multiplicação que a caridade, com a graça do Pai, pode gerar. Acredito, ainda, que onde se partilha o que se tem, nada falta, mas, sim, é acrescido.

Na fidelidade ao mandamento do amor e no compromisso que tenho como bispo desta querida Diocese de Itabira-Coronel Fabriciano, venho pedir esse gesto de generosidade para que possamos assistir nossas comunidades de fé que se encontram em dificuldades financeiras.

Lançamos, por este ato, a Campanha Solidária Diocesana, que visa arrecadar recursos financeiros. Através do Fundo Emergencial Diocesano, que será criado com os recursos provenientes de sua generosidade, auxiliaremos as demandas essenciais das nossas paróquias. Assumimos o compromisso de transparência quanto a prestação de contas da arrecadação e saída desses recursos que serão usados exclusivamente no socorro às paróquias.

VOCÊ PODERÁ COLABORAR CONOSCO POR MEIO DE:

1. depósito ou transferência bancária (Banco do Brasil. AG: 767-6; C/C: 42361-0; CNPJ 20. 963. 351/0001-05)

2. fazendo suas doações espontâneas nas nossas secretarias paroquiais, informando a que se destina.

Não deixemos de, pela oração, elevarmos nosso coração ao Deus da Vida, de acolher e de viver sua Palavra. Em momentos difíceis e delicados como este, mais forte deve ser nossa fé, esperança e união.

Antecipo meus sinceros agradecimentos por tão nobre gesto de solidariedade para com a nossa Igreja Diocesana diante do enfrentamento da atual situação. A todos vocês deixo meu abraço e minha bênção de pai e pastor e os confio à proteção da Virgem Maria, nossa mãe e padroeira, a Senhora Aparecida.

Itabira, 16 de maio de 2020

Dom Marco Aurélio Gubiotti
Bispo da Diocese de Itabira – Cel. Fabriciano