Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

18 de abril de 2024

Em vídeo, secretário-geral da CNBB, Dom Ricardo Hoepers, apresenta a Campanha para a Evangelização 2023

21/08/2023 . Igreja

O bispo auxiliar de Brasília (DF) e secretário-geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB), dom Ricardo Hoepers, divulgou nesta segunda-feira, 14, um vídeo no qual apresenta a Campanha para a Evangelização 2023, a ser realizada em todas as comunidades católicas do país no tempo litúrgico do Advento.

Este ano, o tema escolhido foi “Em Belém, casa do Pão, Deus nos faz irmãos”. O tema foi inspirado na canção de frei Fabretti e de José Thomaz Filho, que diz: “Deus nos espera em Belém. Sabe da fome que temos. Vamos à casa do pão. Lá nosso irmão nós veremos”.

O secretário-geral da CNBB enfatiza que a Campanha para a Evangelização deste ano é uma ponte que conduz da Campanha da Fraternidade 2023, sobre a fome, à Campanha da Fraternidade 2024, sobre a amizade social. Ele recorda também que o cartaz faz memória dos 800 anos de criação do presépio por São Francisco de Assis e convida a caminhar rumo a Belém.

“O cartaz nos recorda os 800 anos do presépio e nos convida a caminhar rumo a Belém, que é caminhar no seguimento de Jesus, que ali nasce. Ele é o Verbo que se fez carne, saciando a fome mais profunda do ser humano e fazendo-nos todos irmãos e irmãs”, apontou.

Dom Ricardo ressaltou que a Campanha também pretende incentivar a contemplação deste ‘sinal admirável’ do presépio no meio das famílias e comunidades do país e uma vez mais “tomar consciência de que somos convidados a nos colocar espiritualmente a caminho, atraídos pela humildade d’Aquele que se fez home a fim de encontrar com a humanidade como nos pede Francisco”, disse.

Conheça o vídeo de apresentação da Campanha para a Evangelização 2023:

A campanha

O coordenador do Setor de Campanhas da CNBB, padre Jean Poul Hansen, reforça que a Campanha para a Evangelização foi criada pelos bispos do Brasil em 1998. “Ela busca mobilizar os católicos para assumirem a corresponsabilidade na sustentação das atividades evangelizadoras da Igreja no Brasil”, disse.

Muitas iniciativas foram realizadas graças a essa coparticipação dos fiéis. São exemplos, o apoio em todo o trabalho feito da tradução brasileira da 3ª edição típica do Missal Romano (foto ao lado), o Estudo nº 114 da CNBB, publicado em 2021: “E a palavra habitou entre nós” (Jo 1,14) – Animação bíblica da Pastoral a partir das comunidades eclesiais missionárias” e o “Celebrar em Família”, subsídio ofertado pela Comissão Episcopal para a Liturgia da CNBB.

A distribuição dos recursos arrecadados na Coleta do 3º Domingo do Advento é feita da seguinte forma:

45% ficam na própria diocese, para subsidiar a ação missionária, evangelizadora e pastoral da própria Igreja Local.
20% são destinados ao respectivo regional da CNBB para a sua sustentação e de suas estruturas de evangelização e formação.
35% são enviados à sede nacional da CNBB, em Brasília, de forma a garantir iniciativas e estruturas evangelizadoras em todo o Brasil, especialmente nas regiões mais carentes.

Como ter acesso ao material:

Uma série de materiais, audiovisuais e subsídios estão sendo produzidos para auxiliar na organização, comunicação e mobilização da campanha. O cartaz, os folhetos informativos e o texto-base já se encontram disponíveis para download no site de Campanhas da CNBB.

CNBB Leste 2