Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

17 de abril de 2024

Dom Marco Aurélio Gubiotti “Pela Graça de Deus” (1 Cor 15,10)
Nasceu no dia 21 de outubro de 1963, em OuroFino/MG, filho de Benedito Gubiotti e Natalina Gubiott.

Cursou filosofia no Seminário Arquidiocesano de Pouso Alegre, e a teologia no Instituto Teológico SCJ, em Taubaté (SP).

Exerceu o ministério sagrado nas paróquias:
São Caetano em Brasópolis;
Santo Antônio em Jacutinga; Nossa Senhora Aparecida em Tocos do Moji;
São Sebastião em São Sebastião da Bela Vista e Nossa Senhora de Fátima em Santa Rita do Sapucaí.

“Vestir-se da nova humanidade” (cf. Ef 4,24)

01 de setembro de 2023 Palavra do Bispo

Queridos irmãos e queridas irmãs, a Igreja no Brasil dedica o mês de setembro à Sagrada Escritura, fonte de constante renovação e esperança de toda a ação pastoral, evangelizadora, missionária da Igreja.

Com o lema da Carta aos Efésios “Vestir-se da nova humanidade” (cf. Ef 4,24), a Igreja propões uma dinâmica de reflexão bíblica. A Carta aos Efésios, por seu teor catequético, apresenta temas importantíssimos para o aprofundamento da fé cristã em tempos e ambientes diversos. Oferece orientações para o modo de vida próprio dos cristãos, ajudando-os a superar qualquer tipo de divisão dentro e fora da comunidade de fé.

Com o lema “Vestir-se da nova humanidade”, o cristão é convidado a se despojar de pensamentos e condutas que desfiguram o rosto humano e vestir-se da vida nova que Cristo nos oferece pela adesão a ele. Pelo batismo, nós, cristãos, seguidores de Jesus Cristo, morremos para o pecado e nascemos para uma vida nova vivida nele e por ele. Isso é ser cristão! Significa que Cristo nos oferece uma nova humanidade, redimida em sua vida, morte e ressurreição. E, para viver essa vida nova, se faz necessário vestir-se da nova humanidade em Cristo, configurando-nos a ele e a seus ensinamentos.

Essa realidade se concretiza na comunidade de fé, constituída por homens e mulheres que atenderam ao chamado do Pai, em Jesus, e vivem essa nova vida pela força do Espírito Santo. São chamados a testemunhar no mundo o amor de Deus, mediante a vivência, em comunidade, do amor fraterno, da solidariedade e da justiça, superando as diferenças por meio da unidade em Cristo. A partir da urgência de anunciar a Palavra de Deus e a beleza de fazer ecoar no coração de todos a Palavra que renova e impulsiona à missão e à luz do Concílio Vaticano II, é que o mês da Bíblia foi instituído, para mobilizar o aprofundamento e a vivência da Palavra.

O centro da nossa ação pastoral é a Palavra de Deus. De modo particular, nossos Grupos de Reflexão, com os círculos bíblicos, têm sido encontros fecundos onde as famílias, grupos diversos nas comunidades e pastorais têm buscado partilhar a Palavra de Deus e colocá-la como alma de toda ação evangelizadora. A leitura orante da Palavra de Deus, de forma comunitária ou pessoal, tem como objetivo despertar para que a Palavra de Deus seja fonte de vida e esperança para todos que a acolhem.

Precisamos, irmãos e irmãs, descobrir nas Escrituras o valor sagrado da dignidade humana e atender o convite ao discipulado missionário de Jesus em nossos dias. Em toda a nossa ação pastoral, a mensagem do Evangelho deve ser sempre atualizada, é ela que nos propõe a sermos fermento em todas as dimensões da vida.

Que a celebração do mês da Bíblia seja uma oportunidade para dinamizar a animação bíblica pastoral em toda a nossa Diocese de Itabira-Coronel Fabriciano, pois é o encontro com Jesus na Eucaristia e na Palavra que alimentam a nossa espiritualidade no dia a dia da vida.

01 de setembro de 2023

Dom Marco Aurélio Gubiotti
Bispo Diocesano de Itabira-Coronel Fabriciano
“Pela Graça de Deus” (1Cor 15,10)

Imagem de capa: Unsplash

Confira Mais Artigos de Dom Marco Aurélio Gubiotti