Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

17 de agosto de 2022

Sínodo: ecos do encerramento da fase diocesana do processo sinodal 2021-2023

02/08/2022 . Igreja

Com o encerramento do prazo para a conclusão da fase diocesana do Sínodo 2023, em 31 de julho, as Igrejas particulares têm promovido celebrações para marcar o exercício de escuta e os passos no sentido da sinodalidade. Em várias partes do Brasil, as paróquias enviaram representantes para concluir a etapa do sínodo iniciada em outubro do ano passado.

Mariana

Na arquidiocese de Mariana, foi realizada uma reunião Pré-Sinodal, no dia 23 de julho, com a participação de cerca de 115 pessoas. O encontro teve como objetivo a apresentação da síntese do processo de escuta realizado nas cinco regiões da arquidiocese. O documento final contempla cinco eixos: Acolhida; Celebração; Comunhão e Participação; Diálogo na Igreja e na Sociedade; e Ecumenismo e Juventude, apresentando os pontos positivos e os desafios partilhados, bem como as inspirações para a caminhada pastoral.

Foto: reprodução/arquidiocese de Mariana

Durante o evento, os presentes puderam, em grupos, discutir sobre a síntese apresentada e refletir, diante do que foi exposto, o que o Espírito Santo ainda suscita para que a arquidiocese de Mariana cresça no caminho da Sinodalidade. As respostas fruto desse momento de diálogo também foram acrescidas ao documento final.

Londrina

Na última sexta-feira, 29 de julho, o arcebispo de Londrina (PR) e membro da equipe de animação nacional do Sínodo, dom Geremias Steinmetz, presidiu a missa de encerramento da fase diocesana do Sínodo dos Bispos, na qual foi feito o lançamento do caminho sinodal arquidiocesano. Uma carta pastoral do arcebispo vai iluminar o processo para que, de acordo com dom Geremias, “possamos, de fato, conseguir entrar na história da nossa arquidiocese, perceber passos que já foram dados para que os passos que deveremos dar possam ser sempre mais seguros”.

No início da celebração, a motivação ressaltou que a sinodadlidade “representa a via mestra para a Igreja, chamada a renovar-se sob a ação do Espírito Santo e graças à escuta da Palavra”.

“A capacidade de imaginar um futuro diferente para a Igreja e para as suas instituições à altura da missão recebida depende, em grande medida, da escolha de iniciar processos de escuta, diálogo, discernimento comunitário em que todos e cada um possam participar e contribuir. A escolha de caminhar juntos constitui um sinal profético para a família humana que tem a necessidade de um projeto comum, apto a perseguir o bem para todos”.

Representantes das 84 paróquias da arquidiocese de Londrina depositaram folhas douradas em uma árvore disposta à frente do presbitério, representando o caminho sinodal.

Florianópolis

Em Florianópolis, foi realizada uma caminhada, seguida da celebração da missa, neste domingo, dia 31 de julho. A movimentação começou com uma concentração na Igreja Divino Espírito Santo, no centro da capital catarinense. Em seguida, os participantes saíram em procissão até a Catedral carregando consigo cartazes das paróquias e foranias, juntamente com a imagem de Nossa Senhora do Desterro.

Pode ser uma imagem de 5 pessoas, pessoas em pé, rua e estrada
Caminhada antecedeu a missa de encerramento da fase arquidiocesana do Sínodo em Florianópolis | Foto: reprodução/Facebook

“Essa celebração solene é uma resposta a um pedido do Papa Francisco de pedir que essa [conclusão da] etapa diocesana do Sínodo sobre a Sinodalidade fosse uma celebração solene com a participação de toda a diocese. Não foi possível fazer um estádio inteiro, mas temos representação da diocese toda. E os que aqui estão representam os que lá ficaram”, disse o arcebispo de Florianópolis, dom Wilson Tadeu Jönck.

Ele ressaltou que a caminhada sinodal deve motivar o novo e o pensamento para frente, “que faça brotar dentro de nós atitudes cristãs pra lá do que nós já fazemos, que possa surgir também fora de nós essas mesmas atitudes, os sinais da vida cristã naqueles três termos que fomos meditando durante a nossa caminhada: comunhão, participação e missão. E é importante que tenhamos feito essa caminhada. E caminhada sempre nos lembra que a Igreja caminha. A Igreja não está parada, ela caminha à luz da Palavra, ela caminha ao encontro de Deus”.

São Luís do Maranhão

Em São Luís do Maranhão, o arcebispo dom Gilberto Pastana Oliveira, presidiu a celebração de encerramento da fase diocesana, neste domingo, 31 de julho. Foram acolhidos fiéis de todas as 10 Foranias da arquidiocese. O arcebispo ressaltou a alegria deste momento, “por estar participando de um momento sem precedentes na Igreja”.

(Foto: Helton Charles, Pascom Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Pretos, Rosário)
Foto: Helton Charles, Pascom Nossa Senhora do Rosário e São Benedito dos Pretos

31 DE JULHO: TERMINA O PRAZO PARA QUE AS IGREJAS PARTICULARES ENVIEM A SÍNTESE DA FASE DIOCESANA DO SÍNODO 2023

Foto de capa: arquidiocese de Florianópolis
CNBB