Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

05 de outubro de 2022

JMJ 2023: no Brasil os jovens “estão mobilizados” para a Jornada de Lisboa

22/09/2022 . Igreja

A Irmã Valéria Leal é a coordenadora da Pastoral Juvenil da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) e acompanhou a visita da delegação de Portugal da JMJ Lisboa 2023 ao Brasil.

Rui Saraiva – Portugal

Uma delegação do Comité Organizador Local (COL) da JMJ Lisboa 2023 esteve no Brasil de 26 de agosto a 12 de setembro. Chefiada por D. Américo Aguiar, bispo auxiliar de Lisboa e presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023, esta delegação foi convidar os jovens brasileiros a participarem no grande evento de agosto do próximo ano.

Ouça e compartilhe

A comitiva portuguesa marcou presença na 59ª Assembleia Geral da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB) no Santuário Nacional de Nossa Senhora Aparecida em S. Paulo. Houve também encontros em Brasília, Rio de Janeiro, Bahia, Fortaleza e Belém.

Mobilização “de norte a sul do Brasil”

A Irmã Valéria Leal é a responsável pela Pastoral Juvenil na CNBB e acompanhou a delegação portuguesa nesta importante visita. O jornalista Paulo Rocha, diretor da Agência Ecclesia, também estava na comitiva do COL no Brasil e entrevistou a Irmã Valéria Leal.

A jovem religiosa começou por informar que a pastoral juvenil tem uma estrutura montada em todo o país e assinalou a importância de ter sido no Brasil a Jornada Mundial da Juventude de 2013.

“Nós temos uma estrutura de pastoral juvenil montada a nível nacional e articulada de uma forma que permite fazer chegar informações importantes. Além disso, a Jornada de 2013 (JMJ Rio de Janeiro 2013), já fez com que grande parte do país conhecesse a proposta da Jornada Mundial da Juventude. E quem participa uma vez quer sempre voltar. Então os nossos maiores divulgadores são os jovens que já participaram e que vão convidando outros jovens a fazerem a mesma experiência” – afirmou.

A Irmã Valéria referiu que a Jornada do Rio de Janeiro deixou uma memória muito feliz e muitos frutos.

“É uma memória muito feliz porque nós colhemos muitos frutos dessa experiência no Brasil. Há muitos relatos de conversão, relatos de experiência de Deus, de mudança de vida que vão ressoando aí no coração dos jovens” – frisou.

“De norte a sul do Brasil os jovens estão mobilizados” para a JMJ Lisboa 2023 – declarou a Irmã Valéria Leal, sublinhando os esforços dos jovens brasileiros na angariação de fundos para a viagem a fazer a Portugal.

“Há muitos jovens que já se estão preparando e, como dizemos no Brasil, já estão fazendo promoções, tais como, fazer um almoço na paróquia para poder vender algum alimento e ganhar dinheiro para poder comprar a passagem para ir à Jornada. De norte a sul do Brasil os jovens estão mobilizados, alguns fazendo uma pequena poupança, outros vendendo bombons e água em alguns eventos. Também nas festas do padroeiro das suas paróquias eles assumem uma barraquinha para poder vender algum produto e assim arrecadar o valor para ir para a Jornada” – afirmou a irmã Valéria.

Para fazer a “experiência de Deus”

A expectativa da responsável nacional da Pastoral Juvenil no Brasil é de que os jovens possam fazer em Lisboa uma “experiência profunda de encontro com o Senhor”.

“Nós esperamos que os jovens participantes possam fazer uma experiência profunda de encontro com o Senhor, sobretudo a partir da figura de Maria. Comtemplando o Senhor, ao lado dessa figura tão especial que é Nossa Senhora, que se dispõe e que vai a caminho. Que o jovem possa fazer uma experiência de Deus que o transforme, que o faça voltar ao seu país mais disponível, mais entusiasmado para servir a Deus e aos irmãos” – disse a religiosa.

Na preparação para a JMJ Lisboa 2023 estão muito dinâmicos os jovens brasileiros que já estão ligados a vários movimentos e propostas de evangelização, mas, para a Irmã Valéria, há que contar também com aqueles que vêm por convite de amigos. Para eles será uma “experiência completamente nova”.

“Há aqueles que já de alguma forma estão ligados às diversas propostas de evangelização de jovens que já existem aqui no Brasil. Mas há também aqueles que vão por convite de amigos. Talvez não estejam tão engajados, mas animam-se para conhecer outro país, para acompanhar aqueles que vão e quando chegam lá acabam por se abrir para uma experiência completamente nova. Acabam por se aproximar mais da Igreja. Sobretudo quando um jovem é capaz de narrar a sua experiência de Deus. A sua experiência de comunhão na Igreja. É essa narrativa que suscita o interesse e desperta o desejo de também fazer essa experiência” – sublinhou a Irmã Valéria.

Recordemos que D. Américo Aguiar, presidente da Fundação JMJ Lisboa 2023, teve oportunidade de visitar o Santuário de Cristo Redentor no Rio de Janeiro e foi precisamente a partir do interior da imagem de Cristo que está no Corcovado que desafiou os portugueses a acolherem “de braços abertos” os jovens de todo o mundo, que chegarão a Portugal para o grande evento do próximo ano.

“Queremos que as aldeias, as vilas, as cidades, as famílias, de Lisboa e de todas as dioceses do país se preparem para acolher os jovens do mundo inteiro” – disse D. Américo Aguiar.

Entretanto, na preparação desta edição da JMJ que vai decorrer de 1 a 6 de agosto de 2023 em Lisboa, têm estado a percorrer Portugal os símbolos da JMJ.

A cruz peregrina e o ícone mariano “Salus Populi Romani” já estiveram nas seguintes dioceses: Algarve, Beja, Évora, Portalegre-Castelo Branco, Guarda, Viseu, Funchal, Angra, Lamego, Bragança-Miranda e agora em setembro estão em Vila Real. Em outubro será a vez da diocese do Porto.

A Rádio Vaticano e o Vatican News continuam a acompanhar a preparação da Jornada Mundial da Juventude que decorrerá em Lisboa em agosto de 2023.

Laudetur Iesus Christus

Vatican News