Caríssimo(a) irmão(ã), seja bem-vindo(a)!

15 de janeiro de 2021

Egito: Jovens católicos trilham nas pegadas de Santo Tomás de Aquino

26/11/2020 . Igreja

Os jovens egípcios da “Família de Santo Tomás de Aquino” tomaram o nome do “Doctor Angelicus” precisamente para manifestar sua devoção ao grande Santo dominicano, “gigante teológico” da Igreja católica. Eles trilham pelos caminhos de um singular “retorno às fontes”, para serem colocados também a serviço do caminho ecumênico rumo à plena comunhão com os irmãos das outras Igrejas e estão dando seus primeiros passos na área da pesquisa científica e acadêmica, com o objetivo de difundir os ensinamentos e a doutrina da Igreja católica

Ouça e compartilhe:


Afirmam que sua intenção “não é buscar o sucesso da Igreja católica em si e para si, mas dar testemunho da glória de Cristo”. Dentro deste horizonte, oferecem a todos, como contribuição específica, uma série variada de iniciativas voltadas a promover a redescoberta, o estudo e a difusão da doutrina da teologia e da espiritualidade católica em suas características essenciais.

Estes são os jovens, moças e rapazes egípcios da “Família de Santo Tomás de Aquino”, o grupo que tomou o nome do “Doctor Angelicus” precisamente para manifestar sua devoção ao grande Santo dominicano, “gigante teológico” da Igreja católica presente no mundo inteiro.

Trilham pelos caminhos de um singular “retorno às fontes”, para serem colocados também a serviço do caminho ecumênico rumo à plena comunhão com os irmãos das outras Igrejas.

Importante reconhecimento pelos méritos de suas iniciativas

A Família de Santo Tomás de Aquino recebeu um importante reconhecimento pelos méritos de suas iniciativas durante a primeira Conferência sobre educação cristã, organizada em meados de novembro pelo Setor de comunicação católica do Egito e pelo Centro cultural franciscano no Convento franciscano localizado no bairro de Mokattam, no Cairo.

A Família de Santo Tomás nasceu em 2019 da iniciativa de um grupo de jovens que frequentavam a catedral copta católica de Minya, movidos pela intuição do Dr. Hani William, o iniciador que traçou o perfil desta experiência numa entrevista relançada no portal árabe abouna.org.”

A atividade da “Família” é promovida por um responsável/secretário, assistido por um pequeno conselho de cinco pessoas. Todos os encargos e papéis são exercidos rotativamente pelos membros da Família, que também fazem uso do acompanhamento de um assistente pastoral, papel atualmente exercido pelo padre Saïd Luca. Nos primeiros anos de atividade foi principalmente o padre Malek Sami, então pároco da Catedral de Minya, quem apoiou a iniciativa.

Patriarca Tawadros: as redes sociais não abrem as portas do Paraíso

Os jovens da Família de Santo Tomás de Aquino estão dando seus primeiros passos no campo da pesquisa científica e acadêmica, com o objetivo de difundir os ensinamentos e a doutrina da Igreja católica através da divulgação de opúsculos – até agora foram publicados 45.

Os membros da “Família” também animam conferências e encontros em paróquias de todo o país, encenam apresentações teatrais de textos cristãos e animam verdadeiros “Acampamentos escolares apostólicos” organizados no verão nos vilarejos da província egípcia de Minya.

No último ano, devido à suspensão de muitas iniciativas por causa da pandemia do coronavírus, a “Família” concentrou-se em utilizar as redes sociais para transmitir vídeos curtos com o conteúdo dos filmes transmitidos pelo padre franciscano estadunidense Casey Cole.

(Fides)
Fonte: Vatican News