Paróquias da Diocese celebraram as Dores de Nossa Senhora na Terça-feira Santa

Na noite do terceiro dia da Semana Santa, 11 de abril de 2017, as paróquias da Diocese de Itabira-Coronel Fabriciano celebraram e refletiram as Dores de Nossa Senhora durante os momentos da Paixão de Cristo.

Em Ipatinga, o Santuário Senhor do Bonfim recebeu os fiéis para a Santa Missa que foi presidida pelo vigário paroquial Nivaldo de Souza Aranda e concelebrada pelo diácono João Carlos Medeiros. Após a Celebração Eucarística os fiéis saíram em procissão em direção à Comunidade Santa Teresinha do Menino Jesus, local onde a imagem de Nossa Senhora das Dores foi depositada. A imagem permanecerá na igreja aguardando a Procissão do Encontro que acontecerá nesta quarta-feira santa.

Em Itabira, a Celebração foi realizada na Paróquia Nossa Senhora da Saúde e presidida pelo padre Uíldes Flávio e concelebrada pelo Padre Márcio Soares. A procissão saiu da Igreja Matriz em direção à comunidade Nossa Senhora de Fátima, onde a imagem de Nossa Senhora das Dores permanecerá até a quarta feira, quando será conduzida até o Santuário de São Geraldo Majela para o Sermão do Encontro.

Na Paróquia Nossa Senhora da Conceição Aparecida, em Itabira/MG também houve celebração eucarística e procissão com a imagem de Nossa Senhora das Dores.

Tradicionalmente durante os cortejos realizados na terça-feira santa, são meditadas as sete dores de Maria Santíssima, principalmente as sofridas durante a paixão de Cristo. A Mater Dolorosateve seu culto iniciado em 1221, no mosteiro de Schönau na Alemanha. A imagem da Virgem Dolorosa é representada através de seu semblante de sofrimento. Em seu coração, uma espada de dor transpassa seu peito, recordando a profecia de Simeão, quando da apresentação do Menino Jesus no Templo e todas as dores que ela sofreu. Aos pés da cruz, Maria sofreu sua maior dor ao receber seu filho morto nos braços. Daí surge a imagem da famosa escultura da Pietáe o tradicional canto medievalStabatMaterDolorosa.

Aos pés da cruz, Maria recebeu de Jesus a missão de ser mãe de toda a igreja, corpo místico de Cristo. Foi ali que o Salvador entregou sua mãe a todos os fiéis: Mulher eis aí teu filho. (Cf.Jo 19,26). Vendo Ele o discípulo muito amado diz: Eis aí tua mãe. (Cf. Jo 19, 27). É através deste fundamento que a devoção a Nossa Senhora das Dores se torna tão importante a todos os cristãos. Como Igreja somos convidados a contemplar nas dores de Maria, a redenção do Cristo Jesus. Apesar de todo sofrimento, ela foi capaz de transcender, e em seu Coração Imaculado carregar compaixão, entrega, amor, doçura, humildade, fé e piedade.

Texto: Meire Lucia / Paulo Souza
Fotos: Meire Lucia / Clara Carolina

Palavra do Bispo

Foto de perfil de Dom Marco Aurélio

Dom Marco Aurélio

É o atual Bispo da Diocese, sua ordenação episcopal aconteceu no dia 26 de maio de 2013. Foi nomeado Bispo da Diocese por sua Santidade Bento XVI, hoje Papa Emérito, no dia 21 de fevereiro de 2013, tomando posse no mesmo ano, na Festa da Diocese, em Itabira - MG.

Atividades

DomSegTerQuaQuiSexSab
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹jul 2017› »