Viva a Juventude!

Querido(a) Diocesano(a),

                Viva a Juventude!  Meu primeiro encontro com o Setor Diocesano da Juventude, realizado no dia 19 de junho, na ARPAS, em João Monlevade, contou com vários jovens de seguimentos juvenis das três Regiões Pastorais. Nele encontravam-se representantes das seguintes expressões: Pastoral da Juventude, Novas Comunidades, Ministério Jovem (RCC), Juventude Vicentina, Congregação Mariana, Movimento Jovem de Santa Maria de Itabira e Jovens Universitários.

                A programação teve início com uma oração, seguida da apresentação do vídeo do Setor Juventude, fornecido pela Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude da CNBB e grupos de partilha. Uma manhã enriquecida pela diversidade de carismas vividos pela juventude da Diocese através dos representantes que participaram da reunião. Vimos que o Setor é processo de construção a partir do testemunho evangélico da unidade e respeito pela identidade de cada expressão juvenil.

                A juventude é um clamor presente no Plano da Ação Evangelizadora e Pastoral da nossa Diocese. Sua participação ativa inspira compromisso com o futuro da Igreja e, consequentemente, da sociedade. Sem perder sua identidade, cada seguimento juvenil colabora na construção de uma igreja pautada na “comunhão, na partilha e na unidade”, sobretudo em nível diocesano, onde o Setor está estruturado.

                A Diocese acredita na pastoral de conjunto em meio à diversidade de expressões juvenis: “Queremos colaborar com a pluralidade de pastorais, grupos, movimentos e serviços que existem na Diocese para trabalharem em conjunto, visando o bem da juventude, e para que os nossos jovens, reconhecidos como sujeitos e protagonistas, contribuam na ação de toda a Igreja, especialmente na evangelização dos outros jovens” (PAEP, 2015-2019, pp. 47-48).

Momentos de encontro e celebração:

– A juventude todos os anos celebra o DNJ – Dia Nacional da Juventude, organizado pelo Setor Diocesano da Juventude. Este ano, o evento terá como tema “Juventude e nossa Casa Comum”; e lema: “vou criar novo céu e nova terra” (Is 65,17). Os jovens são protagonistas na reivindicação por políticas públicas para a juventude. Inspirados na Encíclica do Papa Francisco, Laudato Si, sobre o cuidado da casa comum”, refletirão acerca da preservação do meio ambiente.

– Os jovens de nossa Diocese também poderão realizar, juntamente com a Imagem Jubilar de Nossa Senhora Aparecida, o projeto missionário ROTA300 cujo lema é “300 anos de bênçãos: com a Mãe Aparecida, Juventude em Missão”. O projeto pensado pela Comissão Episcopal Pastoral para a Juventude – CEPJ, em abril de 2015, é “um momento privilegiado do protagonismo juvenil em nosso país”, onde “os jovens participam da organização da peregrinação da imagem de Nossa Senhora Aparecida em todas as Dioceses do Brasil”.

“Bem-aventurados os misericordiosos, porque alcançarão misericórdia” (Mt 5,7). Este é o tema indicado pelo Papa Francisco para a 31ª Jornada Mundial da Juventude, a realizar-se nos dias 25 de julho a 1º de agosto de 2016, na Polônia. No mês da Jornada Mundial da Juventude, tocados pela misericórdia do Pai, os jovens poderão renovar o seu compromisso missionário e irradiar a luz de Cristo.

Um jovem Papa!

No ano de 1958, o padre Karol Wojtyla, foi nomeado bispo auxiliar da Arquidiocese de Cracóvia tornando-se, com 38 anos de idade, o bispo mais jovem da Polônia. Em 1964 tornou-se arcebispo de Cracóvia e, em 1967, foi elevado a cardeal pelo Papa Paulo VI.  Em 1978, aos 58 anos, foi eleito Papa. Seu pontificado está intimamente ligado à história da JMJ. Será a primeira Jornada Mundial da Juventude após a canonização do Papa João Paulo II, ocorrida no dia 27 de abril de 2014. 

Dom Marco Aurélio Gubiotti
Bispo Diocesano de Itabira-Coronel Fabriciano

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *