Notícias da Diocese

Missa da Primeira Eucaristia é realizada na Igreja Matriz

Eucaristia é o centro, o cume, o ápice da vida da Igreja. A ela se ordenam todos os sacramentos e ministérios da Igreja.

No domingo, dia 05 de maio de 2018, realizou na Igreja Matriz de São Geraldo no bairro Bom jardim em Ipatinga, a missa de primeira Eucaristia para 20 catequizandos, que foram preparados ao longo de cinco anos. Momento esse que foi o primeiro encontro das crianças com o Pão Vivo descido do céu. A celebração foi presidida pelo pároco padre Hideraldo Veríssimo Vieira e a liturgia a cargo da Catequese. Na procissão inicial, as catequistas entraram com suas turmas mostrando a caminhada que fizeram juntos para este momento tão importante na vida delas.

Durante sua reflexão padre Hideraldo se dirigiu diretamente para as crianças. Explicando a importância desse momento tão esperado por elas e seus familiares. Pediu a atenção deles principalmente na hora da Transubstanciação, a mudança da substância do pão e do vinho na substância do Corpo e Sangue de Jesus Cristo no ato da consagração.

Durante a cerimônia, os catequizandos acendem a sua vela no CÍRIO PASCAL, O Círio Pascal simboliza a LUZ DE DEUS, o próprio JESUS. Ao fazer isso, o catequizando está simbolizando que a SUA LUZ, que agora se ACENDE pela COMUNHÃO, vem do PRÓPRIO JESUS.

No momento da Eucaristia as crianças se aproximaram para a ceia do Senhor, recebendo Seu corpo e Seu sangue e permitindo que Jesus habitasse em seus corações. Um a um foram aproximando do presbitério para receber a primeira comunhão das mãos do padre Hideralado por dois catequistas.

Como todos nós sabemos, a Primeira Comunhão trata-se do momento em que nos aproximamos da ceia do Senhor, recebendo Seu corpo e Seu sangue e permitindo que Jesus habite nosso coração. Durante a catequese a criança vai conhecendo e se aprofundando na experiência cristã e principalmente na vivência comunitária, ela vai descobrindo o que significa a comunhão. Por isso, a ação do catequista na vida da criança deve ser transformadora. Durante a caminhada na catequese, ela deve sentir-se importante no processo de evangelização, sentir-se amada por Deus e também pelo catequista. Dessa forma, a criança vai absorvendo com mais facilidade o objetivo da catequese.

 

CLIQUE AQUI E CONFIRA AS FOTOS NO FACEBOOK DA PARÓQUIA

Vilton Cantarino Silva
Pastoral da Comunicação

Atividades

DomSegTerQuaQuiSexSab
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹ago 2018› »