Carta Pastoral – Misericordiosos como o Pai

Senhor Jesus Cristo, Vós que nos ensinastes a ser misericordiosos como o Pai celeste e nos dissestes que quem Vos vê, vê a Ele, mostrai-nos o Vosso rosto e seremos salvos.

O Vosso olhar amoroso libertou Zaqueu e Mateus da escravidão do dinheiro; a adúltera e Madalena, de colocar a felicidade apenas numa criatura; fez Pedro chorar depois da traição e assegurou o Paraíso ao ladrão arrependido.

Fazei que cada um de nós considere como dirigidas a si mesmo as palavras que dissestes à mulher samaritana: Se tu conhecesses o dom de Deus! Vós sois o rosto visível do Pai invisível, do Deus que manifesta sua onipotência sobretudo no perdão e na misericórdia: Fazei que a Igreja seja no mundo o rosto visível de Vós, seu Senhor ressuscitado e glorioso.

Vós quisestes que os Vossos ministros fossem, também eles, revestidos de fraqueza, para sentirem justa compaixão por aqueles que estão na ignorância e no erro: fazei que todos os que se aproximarem de cada um deles sintam-se esperados, amados e perdoados por Deus.

Enviai o Vosso Espírito e consagrai a todos com a sua unção para que o Jubileu da Misericórdia seja um ano de graça do Senhor e a Vossa Igreja possa, com renovado entusiasmo, levar aos pobres a alegre mensagem, proclamar aos cativos e oprimidos a libertação e, aos cegos, a restauração da vista. Nós Vô-lo pedimos por intercessão de Maria, Mãe de Misericórdia, a Vós que viveis e reinais com o Pai e o Espírito Santo, pelos séculos.

Amém!

PAPA FRANCISCO

Arquivo: