Igreja no Mundo

Congressos e Programa Missionários marcam quadriênio de comissão

Os esforços dos últimos dias para concluir o processo de construção do Programa Missionário Nacional marcaram a conclusão de quatro anos de trabalho com muitas atividades por parte da Comissão Episcopal Pastoral para a Ação Missionária e a Cooperação Intereclesial da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB). Os congressos missionários promovidos pela comissão foram alguns dos destaques neste trabalho liderado pelo bispo auxiliar de São Luís (MA), dom Esmeraldo Barreto de Farias, que preside a Comissão.

Em 2017, o 4º Congresso Missionário Nacional reuniu 700 pessoas em Recife (PE), ocasião em que foram fortemente desafiados a testemunhar ‘A alegria do Evangelho para uma Igreja em saída’”. Na mensagem final do congresso, apontaram três atitudes: contemplar a realidade com o olhar de discípulo missionário, discernir os caminhos da missão que gera alegria e comprometer-se com Jesus Cristo e o Reino de Deus para uma Igreja em saída.

Outro congresso vivenciado nos últimos quatro anos foi o 5º Congresso Missionário Americano (CAM5), em Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia, realizado em julho do ano passado. Do Brasil participaram cerca de 200 missionários de todos os 18 regionais da CNBB. Eram sete bispos e dezenas de leigos e leigas, sacerdotes, diáconos, religiosos e religiosas e seminaristas.

O Congresso Americano teve como tema “A Alegria do Evangelho, coração da missão profética, fonte de reconciliação e comunhão” e o lema “América em missão, o Evangelho é Alegria”.

Foto: CNBB/Daniel Flores

Experiência Missionárias – Na reunião de avaliação das atividades com os bispos membros da Comissão e os bispos referenciais da missão, dom Esmeraldo destacou “as experiências missionárias com os seminaristas, os momentos importantes como o Congresso Missionário Nacional, Congressos com seminaristas e o próximo que vai acontecer no Rio Grande do Sul”, no próximo mês de julho.

“Outra coisa que foi destacada é que essas experiências missionárias com seminaristas e também todas as metodologias de Santas Missões tem ajudado a abrir a consciência missionária. E é isso que desejamos: fazer com que cada pessoa batizada, cada cristão católico possa descobrir que é chamado por Deus para seguir Jesus Cristo e para viver a missão na família, no trabalho profissional, nos vários ambientes onde a pessoa se encontra e, claro, também na comunidade eclesial”, comentou dom Esmeraldo.

Entre 2015 e 2019, aconteceram as Assembleias anuais do Conselho Missionário Nacional (Comina) e as periódicas reuniões com a equipe executiva do organismo; os encontros da comissão com bispos referenciais; assessorias aos Conselhos Missionários Regionais (Comires), nos encontros de formação e nos congressos missionários de seminaristas; encontros sobre missão ad gentes, formação missionária nos seminários e de formação para conselhos missionários; e ainda visitas a países que recebem projetos de missão ad gentes do Brasil, como Timor Leste e Guiné Bissau.

Outros destaques da atuação da Comissão para a Ação Missionária da CNBB nestes anos foi o fortalecimento do Projeto de solidariedade entre as Igrejas do Brasil e da Guiné-Bissau, a construção do Programa Missionário Nacional e a preparação em âmbito local do Mês Missionário Extraordinário.

A comissão é composta por dom Esmeraldo Barreto de Farias; dom Odelir José Magri, bispo de Chapecó (SC); dom Giovanni Crippa, bispo de Estância (SE) e dom Bernardo Johannes Bahlmann, bispo de Óbidos (PA). O assessor é o padre Antônio Niemiec.

Fonte: CNBB

Atividades

DomSegTerQuaQuiSexSab
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

 
 « ‹abr 2019› »