Ano Santo Extraordinário da Misericórdia

Querido (a) Diocesano (a),

Iniciamos mais um ano civil, acompanhado, desta vez, pelo Ano Santo Extraordinário da Misericórdia, inaugurado pelo Papa Francisco no dia 08 de dezembro de 2015. Na edição do ELO DIOCESANO do mês de maio de 2015, publiquei uma síntese da Bula Papal Misericordiae Vultus, imaginando como este ano poderia ser vivido em nossa diocese. Depois de alguns meses, escrevo novamente para tratar do assunto com uma proposta no coração e na mão. Baseado na Bula do Santo Padre, tive a preocupação de escrever  uma Carta Pastoral contendo orientações e uma programação para se viver bem o Ano da Misericórdia.

Uma comissão composta por padres das três Regiões Pastorais colaborou com a produção da Carta. O documento é
direcionado aos Bispos Eméritos, Presbíteros, religiosos e religiosas, candidatos ao Diaconato Permanente, seminaristas, vocacionados e ao dileto Povo de Deus. Em nossa Diocese de Itabira-Coronel Fabriciano ainda nos alegramos, pois ressoa em cada diocesano a marca do nosso Jubileu Áureo de criação e instalação da Diocese (1965-2015), e que agora se desdobra na vivência deste Ano Santo Extraordinário da Misericórdia.

Aproveitemos este tempo favorável para reavivar em nossa Igreja Particular, o sentido da misericórdia divina,  fazendo-nos redescobrir o valor que esta palavra possui para a fé cristã e para a ação eclesial. Apesar dos
desafios do tempo presente, o Ano Santo nos deixará em sintonia com o nosso Plano de Ação Evangelizadora
e Pastoral, levando cada fiel a descobrir o rosto de Cristo no exercício de sua missão e no seio de sua família.

Com esta Carta Pastoral desejo que este Ano Santo Extraordinário da Misericórdia, seja um ano de profunda renovação espiritual para nossa Igreja.

Nossa primeira atitude deverá ser de abrir nossos corações para a divina misericórdia e, diante do mundo, desfigurado pelo pecado e por suas consequências pessoais e sociais, cultivemos um olhar de misericórdia que nos leve à prática das obras de misericórdia, caminho de salvação para nós e para todos.

Necessitamos neste tempo favorável de nos unir enquanto Povo de Deus para sentir a dor, inclusive dos pecados do
mundo e oferecer orações e sacrifícios pela nossa conversão e de todas as pessoas, para que no mundo se concretize o Reino de Deus, um novo céu e uma nova terra. (Ap 21,1)

“Cantaremos eternamente a misericórdia do Senhor ” (Sl 88), que concedeu à nossa Diocese 50 anos de  evangelização.

Quanto Deus foi misericordioso para conosco  ao longo deste tempo! Quantas graças concedidas! Quanto perdão restaurador! Agora, ele reaviva nossas forças para que de olhos fixos nele (Lc 4,20b) possamos continuar testemunhando que seu amor é sem fim!

Louvemos a Deus por este Ano Santo, em que poderemos peregrinar à Casa de Nossa Senhora Aparecida, mãe da misericórdia, pedindo-lhe que nos revele sempre o rosto da misericórdia, seu Filho Jesus Cristo.

Enfim, suplico ao Senhor, Pai de Misericórdia, que derrame abundância de graças sobre todos os irmãos e irmãs desta Igreja Particular, para que com o “coração pulsante do Evangelho” se empenhem neste Ano
Santo a serem “misericordiosos como o Pai”.

Que Deus, na sua infinita misericórdia, nos abençoe!

Dom Marco Aurélio Gubiotti
Bispo Diocesano de Itabira-Coronel Fabriciano

Palavra do Bispo

Foto de perfil de Dom Marco Aurélio

Dom Marco Aurélio

É o atual Bispo da Diocese, sua ordenação episcopal aconteceu no dia 26 de maio de 2013. Foi nomeado Bispo da Diocese por sua Santidade Bento XVI, hoje Papa Emérito, no dia 21 de fevereiro de 2013, tomando posse no mesmo ano, na Festa da Diocese, em Itabira - MG.

Atividades

DomSegTerQuaQuiSexSab
 

1

2

3

4

5

6

7

8

9

10

11

12

13

14

15

16

17

18

19

20

21

22

23

24

25

26

27

28

29

30

31

 
 « ‹jul 2017› »